Agradecemos ao Conselho Nacional de Saúde por lembrar de nós, MAS…

 

… há hora certa para tudo e, convenhamos, não é o momento de (re)lembrar a bandeira da Terapia Holística em postos de saúde.

 

Faz alguns dias, o CNS - Conselho Nacional de Saúde, divulgou uma “recomendação” lembrando aos demais órgãos de saúde que existe técnicas “alternativas” que podem ser aplicadas..

 

Os Profissionais mais antigos bem lembram que  o CRT - Conselho De Auto Regulamentação da Terapia Holística, faz mais de 20 anos, implantou nossas técnicas no serviço público de saúde, com trabalho voluntário, sem nenhum custo para as Prefeituras, como forma de provar a eficácia também em larga escala, ou seja, além de nossos consultórios particulares.

 

O sucesso foi tamanho, que todos os grandes veículos de comunicação realizaram reportagens elogiosas. E, ao invés de apoiarem o modelo oferecido graciosamente, os órgãos governamentais da saúde (incluindo o CNS que ora resolveu lembrar de nós…) simplesmente se uniram aos conselhos de OUTRAS profissões da saúde para providenciar acusações de exercício ilegal de medicina contra todos, bem como busca e apreensão de todos os produtos e equipamentos doados. Tudo isso para garantir monopólio para as mesmas profissões já politicamente influentes que não desejam “concorrência” (ainda mais, concorrência eficiente…).

 

Obviamente, jamais o CRT  arriscaria seus Credenciados, razão pela qual, suspendemos, indefinidamente, os trabalhos, evitando a armadilha montada.

 

De lá para cá, o governo (todos, não somente o atual…) tão somente expede Portarias, que nunca resultam em contratações, nem em abertura REAL para nossas técnicas, pois visam tão somente ampliar oportunidades para as categorias profissionais que já atuam no SUS: médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos…. e nada para NOSSA Profissão! 

 

Tão somente os mesmos de sempre, exercendo NOSSAS técnicas! E, nem assim, estão conseguindo levar adiante, pelo simples fato que os “outros” não sabem exercer Terapia Holística, pois não faz parte de sua formação…

 

Assim sendo, embora reconheçamos o lado “positivo” do CNS lembrar de nós, bem no meio de uma enorme crise de saúde pública, em um período onde mal conseguem verba para comprar equipamentos essenciais para o momento, nem sequer quitar salários dos que já atuam, somos igualmente forçados a reconhecer o lado “negativo” e dizer:

 

 “_ Agradecemos pela lembrança, mas, nossos Profissionais já estão ocupados, fazendo sua parte… em seus próprios consultórios… e em seus locais de caridade…

 

Até é compreensível que alguns colegas que estejam em situação econômica insegura “sonhem” em trabalhar no serviço público, pressupondo estabilidade. Talvez por tal anseio é que se deixem iludir quanto algum político discurse que irá implantar “práticas integrativas” na saúde pública.

Desde sempre, o CRT - Conselho De Auto Regulamentação da Terapia Holística alerta para que nossos Credenciados nunca se iludam com a eventual promessa política de implantação de nossas técnicas no SUS - Sistema Único De Saúde.

O melhor caminho é INVESTIR EM SI, no aperfeiçoamento profissional, ampliando seu leque de técnicas e aprofundando ainda mais nas que já exerce e ADAPTAR-SE AOS NOVOS PADRÕES DE HIGIENE E DE ATENDIMENTO À DISTÂNCIA!

 

Não existe nenhum “ponto novo de acupuntura” para Coronavírus… Nem floral ou fitoterápico “novidade” para pandemias… nem “símbolo de Reiki recém descoberto” para sarar quem está com Covid…

 

Ou seja, não é isso que muda em nossa base técnica: com ou sem pandemia, a psicoterapia ainda mantém a atenção ao indivíduo, os pontos de acupuntura continuam sendo selecionados via pulsologia, os florais continuam sendo escolhidos mediante a carga emocional, o reiki continua sendo aplicado exatamente como as tradições ensinaram, os fitoterápicos ainda são os mesmos já conhecidos nos últimos séculos…

 

O que devemos é ADAPTAR os consultórios físicos aos atuais padrões de desinfecção e prevenção (máscaras e luvas, higienização EXTRA de mãos e de ambiente…) e, paralelamente, APRENDER a atender por “consultório virtual” (via internet).

 

O CRT já publicou as orientações para manter um bom e adequado atendimento físico nestes tempos de pandemia e, em breve, divulgará orientações práticas para que todos os nossos Credenciados que ainda não atendam via internet, aprendam como o fazer!

 

Este é o CRT - Conselho De Auto Regulamentação da Terapia Holística, com você, transmutando este momento de crise em uma real oportunidade de aprendizados para todos!